Estômago english
  • apresentação
  • sinopse
  • roteiro
  • dialogos
  • direção
  • produção
  • equipe
  • elenco

LUIZ MENDES JR.

Consultor de comportamento no cárcere

Passou 31 anos e dez meses na prisão, condenado por assalto e homicídio. Ainda encarcerado, escreveu Memórias de um Sobrevivente, livro que chamou a atenção dos jornalistas da revista Trip, da qual virou colunista. A verdade com que Luiz descreve o dia-a-dia na cadeia, as gírias e costumes e todo o jogo de cintura que os detentos têm que ter para seguir vivendo impressionaram a produção de “ESTÔMAGO”, que resolveu convidá-lo para ser consultor nas cenas de prisão. O trabalho começou pelos nomes dos bandidos – o Etecétera, interpretado por Paulo Miklos, por exemplo, foi sua sugestão. Mais tarde, Luiz participou das filmagens na cadeia em Curitiba. Ele ajudou a construir todos os personagens, ficou amigo de Babu Santana e, fuçando aqui e ali, achou um baralho feito com a parte de trás dos maços de cigarros. Com ele, começou a jogar Ronda (“que é jogo de ladrão, só esperto joga”) com o elenco. Logo, a coisa estava pegando fogo. Luiz saltou fora minutos antes de a câmara começar a registrar aquela que é uma das cenas mais autênticas de “ESTÔMAGO”. “O trabalho só foi bom por causa da simbiose que houve”, conta o escritor, que fez uma ponta no filme como carcereiro.